sexta-feira, 14 de outubro de 2011

#29 Letter to the person that you want tell everything but you have too afraid



Ela estava só, a um canto parada, sem nada a fazer, a dizer, a pensar, sem nada que a fizesse mover dali, mas ao mesmo tempo sem nada que a obrigasse a permanecer imóvel....
Ela não sabia o que fazer com aqueles sentimentos todos e só lhe apetecia correr, fugir, desaparecer deste mundo de complicações, não queria nada mais do que..... paz....
Ela pensava e repensava no motivo de ela estar assim, e apesar de o saber bem, não o queria assumir... ela queria que toda aquela história fosse apagada da sua memória, e que em si não permanecesse mais algum sentimento que a fizesse relembrar, que a fizesse pensar, que a fizesse sofrer....
Por fim percebeu o que há muito tinha visto, que só queria poder ter dito tudo o que queria dizer, poder ter feito tudo o que queria fazer, mas no momento certo, no tempo certo, com a pessoa certa... não disse, não fez, aliás nada fez para mudar a situação em que a sua vida se transformara, e agora nela morava um sentimento: Arrependimento...... :(
Ela só queria mudar as coisas e deixar de sofrer por isto, mas não conseguia... nada havia a fazer, nada mais a dizer, e no coração dela não parava mais nada senão a dor que teria de suportar eternamente por ter perdido algo, por sua culpa ter perdido a alegria constante que tinha em cada dia....
Por mais que lhe dissessem para se levantar ela não ouvia, não reagia, não dava um único passo... ela queria ficar ali, sozinha, parada, numa doce calma aparente, em que o medo e o arrependimento não a assombrassem, e em que a vida ali parasse... Pensava apenas.....

...."Hoje não.... amanhã não sei.... mas um dia me levantarei deste canto obscuro, e nesse dia nada nem ninguém me deitará abaixo.... por agora, deixem-me ficar aqui..."

*Desculpem-me por tudo o que perdi ao vosso lado amigos :S



7 comentários:

  1. . é mesmo verdade, e acontece isso muitas vezes nos dias de hoje, é uma realidade

    ResponderEliminar
  2. . pois, eu também acho que não, eu acredito que não é isso que vai resolver os nossos problemas, muito pelo contrário, e é uma das coisas que eu tento retratar nas minhas histórias: nem tudo o que se está a tornar numa "moda" é um exemplo a seguir

    ResponderEliminar

Mostra uma parte de ti e revela o que sentes :)