sábado, 25 de junho de 2011

#11 Letter to a deceased person you wish you could talk

Meu querido avô,


Já muito me contaram sobre ti, e do quão seria diferente se aqui estivesses. Por certo, as nossas vidas não seriam as mesmas.
Já vi fotos, vídeos, já ouvi histórias vezes sem conta sobre ti, mas nunca te pude conhecer realmente.
Gostaria muito de que um dia te tivesse conhecido, pelo menos para poder dizer: "Eu conheci-o, sei como ele era, como ele me chamava, o que me dizia...."
Sim, já lá vão quase 20 anos do teu falecimento... as tuas filhas já não são mais jovens, e os teus netos já cresceram também..... a mim nunca me foi dada a oportunidade de te falar, após 16 anos de vida nunca pude afirmar que conheci o meu avô materno....
Sabes? Dizem que eu não saí a este lado da família, mas tens uma neta que é tal e qual como tu, em feitio, nas parecenças, nas atitudes, ficarias muito orgulhoso nela... e sei que onde quer que estejas, estás a ver-nos e a ajudar-nos, e que tens muito orgulho na família que criaste. 

Por todos nós, um enorme obrigada...
Obrigada por teres possibilitado a minha existência, a nossa existência e obrigada por cuidares da nossa família a cada dia...
Todos aqui te lembram com saudade, até mesmo eu, que nunca te conheci...
Espero um dia poder encontrar-te... quem sabe quando esse dia pode chegar.....
Até lá...


Um beijo da tua neta e da tua família,


Sara Gonçalves

2 comentários:

  1. Que bonita cartinha, minha querida :)
    O teu avô, de certo modo, deverá estar muito orgulhoso :)

    ResponderEliminar

Mostra uma parte de ti e revela o que sentes :)